Prefeitura de São Paulo adia Carnaval por causa do coronavírus

Mudança afeta desfiles de escola de samba e o carnaval de rua. A nova data ainda será definida.

Prefeitura de São Paulo adia Carnaval por causa do coronavírus

Desfiles das escolas de samba e blocos de rua do Carnaval de São Paulo de 2021 não serão realizados em fevereiro, por causa do avanço da covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus. Ainda não há uma nova data definida. O anúncio, que já era esperado, foi confirmado pela prefeitura da capital nesta 6ª feira (24.jul.2020).

O prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), afirmou em 17 de julho que avalia uma nova data, junto a locais como Rio de Janeiro e Salvador —grandes expoentes da festa no país. A LigaSP (Liga das Escolas de Samba de São Paulo) solicitou à prefeitura que a folia seja marcada para maio. Assim, não afetaria o planejamento e a preparação do Carnaval de 2022.

Outra comemoração adiada foi o Réveillon da Avenida Paulista. O Carnaval de São Paulo ultrapassou 15 milhões de foliões em 600 blocos de rua em 2020. O custo para a cidade foi de R$ 36,6 milhões, o que rendeu uma movimentação de R$ 2,3 bilhões.