Paulo Câmara diz que academia, salões e barbearias não abrirão em Pernambuco

Governador recorreu a uma rede social após o presidente Jair Bolsonaro relacionar esses serviços como essenciais

No dia em que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, assinou o Decreto para enrijecer as medidas de isolamento social em cinco municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), o presidente Jair Bolsonaro acrescentou ao hall dos serviços considerados essenciais salões de beleza, barbearias e academias.

Os serviços essenciais são os únicos comércios com permissão para seguir em atividade no Estado desde o final de março. E, com o Decreto que será publicado no Diario Oficial do Estado desta terça-feira (12), apenas os profissionais desses setores terão condições de circulação diferenciadas no Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata.

Paulo Câmara, ainda na noite desta segunda-feira (11), publicou em seu perfil oficial no Instagram que não permitirá o retorno das atividades das academias, dos salões de beleza e das barbearias em Pernambuco. Reiterou que o Estado tem seguido a ciência e acompanhado o que acontece no mundo, frisando ainda que o momento é delicado.

Mensagem do governador Paulo CâmaraMensagem do governador Paulo Câmara - Crédito: Reprodução/Instagram

As medidas mais rígidas de isolamento em Pernambuco entram em vigor a partir do sábado (16) e seguirão inicialmente até o próximo dia 31 de maio.